3 de dezembro de 2011

Conhecendo o Autor 2°Edição - Adriano Villa



Vamos continuar com a série conhecendo o Autor ,com Adriano Villa,que tem vários projetos legais em andamento,nos conhecemos na Bienal e o livro A Casa de Ossos está bunitinho na minha estante,e espero conseguir lê-lo logo logo






Vamos ao autor:


APXS: Há quanto tempo você escreve?? e como começou a escrever??

AV: Comecei a escrever aos 15 anos. Os primeiros passos foram na poesia e na música e com o tempo e o treinamento, algumas idéias começaram a surgir e comecei a escrever meus primeiros contos.


APXS: Além de escrever o que mais gosta de fazer??

AV:São tantas coisas... Gosto de tocar, assistir filmes, mas escrever é o maior de todos. Viajar também é algo que gosto muito de fazer.

APXS: Como é escrever para você??

AV: Escrever para mim é tudo... Amo o que faço e tenho um carinho especial por tudo que começo a desenvolver... Tudo bem que sempre tenho vontade de jogar fora quando começo revisá-los, mas faz parte.


APXS: Você esta envolvido em vários projetos, como se sente realizando tanta coisa ao mesmo tempo??

AV: Sem tempo... rs. Completamente sem tempo. Antigamente queria lançar um livro, hoje, lançado, quero que ele decole para que eu possa me dedicar plenamente às letras. Tenho outros projetos para dar andamento, mas para eles começarem a acontecer, preciso de tempo.


APXS: Fale sobre o projeto Hamlet

AV: O projeto Hamlet foi um grande projeto de música nacional envolvendo muitos profissionais do circuito Heavy Metal, entre eles: Andre Mattos e Edu Falaschi. A idéia era fazer com a minha banda na época, Morbid Tales of Wastedland, mas, devido a problemas internos preferi apresentar a ideia para a gravadora em que ele foi lançado. Depois de algum tempo, transformei a peça em poemas e os trabalhos se iniciaram.



APXS: A literatura nacional está mais na mídia, em evidência, assim como os autores.Mas sabemos que não foi sempre assim,como foi escrever e lançar seu livro?

AV: Isso é uma grande verdade, infelizmente a literatura nacional passa por alguns preconceitos, contudo, acredito que atualmente as coisas já não são como antes... Tudo era mais difícil, atualmente, algumas editoras apostam da maneira que podem no talento nacional, e olha que conheço muitos por aí. Meu livro foi escrito em 2004 e mesmo tendo um cd baseado nele, foi algo muito complicado, mas graças a Deus o momento chegou, tudo bem que, algumas curiosidades ao seu respeito estão sendo exploradas atualmente, contudo, como disse acima, ele foi escrito em 2004, ou seja, ficou durante anos cozinhando em casa... E não foi por falta de procura, eu corri muito atrás de uma oportunidade para lançá-lo.


APXS: A dificuldade para conseguir uma editora foi muito grande??

AV: Sim, ainda mais quando você é desconhecido e não tem um apoio de mídia. O autor tem que correr muito e ter muita fé para continuar seguindo adiante.


APXS: Fale sobre seu livro A Casa de Ossos,é seu primeiro romance não é?? Mas você também escreve poemas, não tem nenhum deles publicado??

AV: A Casa de Ossos é meu primeiro livro lançado, tenho outros em casa esperando o momento de saírem da gaveta, como outros projetos musicais também. Sim, escrevo poemas e músicas, contudo, meus planos para eles são diferentes dos livros, e espero que tudo corra bem para que possa realizar essa outra parte dos meus projetos de vida.



APXS: Como é dividir seu tempo entre a literatura, musicas e os seus blogs??

AV: Os blogs estão abandonados faz um tempo, nos últimos meses tenho me dedicado mais para promover de alguma forma o livro, mas acredito que é apenas no começo, quem sabe o livro começa a se vender sozinho, ai terei tempo para me dedicar aos meus outros escritos... Poemas é mais fácil de arranjar tempo, qualquer cinco minutos durante o dia, agora as músicas... São um pouco mais complicadas, preciso sentar, fazer a parte instrumental, depois a letra, encaixar, gravar... Mas no final fica algo gratificante... Tudo em nome da arte.


APXS: Para escrever seu livro você se inspirou em alguma musica??

AV: Não, na verdade, A Casa de Ossos inspirou o segundo cd da banda Versover (mudaram o nome para House of Bones) de Bebedouro/SP, mas a história em si não foi inspirada em nenhuma canção, os trabalhos que foram inspirados por canções ou, que quis fazer alguma homenagem ao artista, levam os títulos das respectivas canções, como por exemplo: mistérios da meia-noite, um conto de terror, Noite de Balada, que é outro conto, mas sensual... E também tenho um projeto na mente há muitos anos que pretendo um dia levar a cabo, tem a ver com a minha banda predileta, Megadeth.


APXS: Quais seus autores favoritos?? Em qual deles você se inspira para escrever??

AV: Autores favoritos... Grande pergunta, tenho 400 e poucos livros em casa, leio de tudo um pouco, amo psicologia e filosofia, mas posso citar alguns: Marion Zimmer Bradley, Clive Barker, Stephen King, Charles Dickens, Jorge Amado, JRR Tolkien, Anne Rice, Erico Veríssimo, José de Alencar, Poe e mais alguns que não me recordo no momento.


APXS: O que você lê?? Qual seu gênero favorito??

AV: Leio de tudo, gosto de revistas e livros. Não tenho um estilo preferido, por exemplo, na semana passada estava lendo O Pacto de Joe Hill, algumas meses atrás, estava com a saga do Crepúsculo e atualmente, estou lendo o próximo que pretendo lançar... Detesto revisar meus textos... rs


APXS: Fale mais da sua musica

AV: Bom, durante muito tempo de minha vida, toquei Heavy Metal, formei bandas, mas todas não deram muito certo devido aos problemas de formação. Sempre toquei o bom e velho thrash da bay area... Com o passar dos anos e com os trabalhos sendo realizados, me tornei letrista de algumas bandas, e acabei descobrindo uma facilidade em adaptar obras literárias para a música, prova disto é o Hamlet, House of Bones e mais uns cinco que escrevi e que até hoje ainda não foram lançados, incluindo a história de Tiradentes que desenvolvi alguns anos atrás. Atualmente não toco mais Heavy Metal, mas sinto falta de meus riffs e das minhas canções, atualmente, nas horas realmente vagas, me dedico as composições nacionais, mas a guitarra distorcida ainda exerce um certo fascínio saudosista.


APXS:Tem algum filme que você não cansa de assistir?? E tem uma música assim??

AV: Filme... Hehehehhe... Amo filmes... E sou daqueles que assisti o mesmo um trilhão de vezes, por exemplo, o Senhor dos Anéis, assisti e assisto até hoje, Matrix e muitos outros... Gosto de todos os gêneros e não dispenso um drama, romance, desenho... Para todos os estilos deve ter seu momento... Tem vezes que quero chorar então assisto um drama ou um romance, quando quero rir, uma comédia, e não assisto terror, tenho medo do escuro... hahahaha, brincadeira... Música? hummmm, sim, todas do Megadeth, as baladas do Bon Jovi, algumas do Zé Ramalho, Oswaldo Montenegro, Paula Fernandes, algumas do Zezé De Camargo... Deixo claro que, além de eclético, gosto de boas letras.



APXS: Deixe um recado para os leitores do Apaixonadas por livros.

AV: Olá meus caros amigos, primeiramente quero agradecer caso estejam lendo esse recado, sinal que leram tudo e espero que tenham gostado, o recado que deixo aqui é: lutem pelos seus sonhos e não desistam, mesmo quando o mundo inteiro parecer vir contra, acredite, tudo tem seu tempo, mediante ao que você procura e da forma que busca seu caminho... Seja forte e não caminhe sozinho, pois é importante ter alguém ao lado para nos ajudar quando cairmos... felicidades e que Deus abençoe todos vocês! E, para quem não conhece, procurem mais sobre o meu livro e meus trabalhos. Muito obrigado ao blog pela oportunidade de falar um pouco a respeito do meu trabalho.

Gostou do papo com o Adriano Villa?? esperamos que sim ...

Compre o livro Saraiva
                        Travessa
                        Siciliano
Wallpaper  que o autor mandou de presente  :


Onde encontrar :
Visitem meu blog: Adriano Villa
Visitem meu novo blog:Villa das Palavras
                                   O Vaso de Porcelana

No orkut: Adriano Villa
No twitter: @adrianovilla

Um comentário:

Zilda Mara Peixoto disse...

Oi,lindinha!
Curti bastante a entrevista!O que acho mais legal nesse tipo de coluna é que podemos conhecer um pouquinho mais sobre os autores.Na verdade,eu não conhecia o autor e muito menos já tinha ouvido falar sobre seu livro,mas agora tive a possibilidade de conhecer sobre ambos mais um pouquinho.
Vou esperar sua resenha para poder avaliar a sua obra.
Bjs!!
Zilda Mara
@ZildaPeixoto
Cachola Literária

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...